Buscar
  • Rede + Comunicação

UVS Essencis Betim | Novo processo gera economia de 50% em material usado nos aterros

A Essencis MG vem trabalhando fortemente para diversificar a implementação de tecnologias para a correta destinação e resíduos. Atualmente, a UVS Essencis Betim conta com aterro classe 1 e 2, Unidade de Valorização Energética – UVE, Unidade de Logística Reversa – ULR e Estação de Tratamento de Efluentes – ETE. A Empresa estuda várias inovações para ampliar, aperfeiçoar e melhorar estas tecnologias, e entregar mais valor para a sociedade.


O aterro sanitário é ainda uma tecnologia muito utilizada. Constitui-se de uma obra de engenharia com o objetivo de tratar a disposição final dos resíduos. Na Essencis MG, diversos protocolos e tecnologias são utilizados para garantir a segurança ambiental e operacional deste processo.


Na operação dos aterros, uma das grandes dificuldades são os acessos que sempre sofrem com interferências climáticas e desgastes devido a grande circulação de caminhões, e por isso precisam passar por processo de manutenção constantemente, principalmente no período de chuva. Estas manutenções demandam grandes investimentos.


Para conseguir um trânsito melhor e mais seguro dos veículos que acessam o aterro e evitar atolamentos e danos aos veículos, a empresa implementou uma série de medidas de engenharia, entre elas a utilização de escória. Este material agregado oriundo do processo de siderurgia era adquirido pela empresa a um alto custo, mas em parceria com instituições terceiras que o geram como rejeito de processo, passamos a adquiri-lo pela metade do preço reduzindo consideravelmente o investimento direcionado para construção de acessos.


Esta parceria foi possível graças ao esforço entre operação e diretoria que, consequentemente, conseguiu uma redução de 50% no custo pago neste material.



39 visualizações0 comentário