Buscar
  • Rede + Comunicação

Uirapuru Mirim | Canto da Arte Jaguaré

No último 19 de maio, em meio a uma tempestade típica de começo de outono, porém com uma enorme vontade de ser realizado, o Projeto “O Uirapuru Mirim” abre suas asas para alçar voo em sua inauguração no espaço cultural Canto da Arte no bairro do Jaguaré, zona oeste de São Paulo.

Os alunos e seus respectivos pais e responsáveis chegavam aos poucos, timidamente (devido à chuva) e faziam suas inscrições e crachás. Todos preparavam-se para conhecer o Projeto Uirapuru Mirim, apoiado pelo Instituto Solvi nesta localidade e acomodavam-se em seus assentos para ouvir a explanação de Andrea Sargentelli, coordenadora do Projeto, conhecendo cada fase e suas ações sustentáveis e repletas de arte, envolvendo música, canto, dança, teatro e educação ambiental.


Neste mesmo dia as crianças tiveram seu primeiro contato com o material do Projeto que consistia em um livro de atividades contextualizadas aos objetivos do “O Uirapuru Mirim” onde puderam ler a lenda do Pássaro Uirapuru, colorir e preencher os jogos interativos ali propostos como caça-palavras e outros joguinhos.

Embora a tempestade tenha atrasado um pouco a chegada das famílias ao local Canto da arte, que já é por si só um encanto artístico de beleza inigualável, ricamente ilustrado pelo artista e tutor do local, Sr. Alessandro Rodrigues, mais conhecido como Box, a chuva não impossibilitou as inscrições... afinal, o Uirapuru traz tanta sorte que o atraso nem foi notado e todos se divertiram muito!

E, após alçado voo na semana anterior, ocorreu já nesta semana, em 26 de maio, a primeira aula do Uirapuru Mirim para as crianças inscritas, ministradas pelos professores e padrinhos do projeto, o ator, cantor, músico e arte-educador Beto Sargentelli e a atriz e cantora Eline Porto.


A chuva não apareceu desta vez, mas os alunos sim! Encheram o Canto da Arte de alegria e movimento, onde puderam conhecer os padrinhos e contar para eles entusiasmados todos os seus sonhos, desejos e intenções para com a arte em uma animada roda de conversa e apresentações.


Após um breve lanchinho e já com a timidez inicial esquecida, a aula seguiu dinâmica e divertida e os alunos fizeram uma série de exercícios de prontidão e jogos cênicos dados pelos professores. O reconhecimento espacial, organização e envolvimento de todos como um grupo foram pontos trabalhados nesse dia.


29 visualizações