Buscar
  • Rede + Comunicação

Sotero Ambiental | Dialogo sobre Assédio Moral

Você já parou para pensar sobre assédio moral?

Toda conduta abusiva que se repita de forma sistemática atingindo a dignidade psicológica e física do colaborador pode ser considerada como assédio moral.

E para tratar sobre esse assunto durante a tarde de sexta-feira (14/08/2020), o Superintendente da Sotero Ambiental Marcelo Azevedo, juntamente com o Gerente de Operações Carlos Neto tiveram um bate-papo com alguns colaboradores operacionais sobre assédio moral no dia a dia.

Mas de início foi feito um contato de valor pelo Gerente Operacional Carlos Neto, onde ele sintetizou sobre a importância em desenvolver as atividades com segurança prezando sempre pela saúde e a integridade física de seus colaboradores.

Logo em seguida o superintendente Marcelo Azevedo iniciou a conversa, inicialmente enfatizando a segurança do trabalho em nossas operações, citando que “não existe trabalho bem feito que não possa ser executado com total segurança”, na sequencia relatou algumas práticas de segurança para nossos serviços e que tais devem ser rigorosamente cumpridas para o bem da saúde e segurança de todos. Em relação ao tema assédio moral, Marcelo destacou como primordial a necessidade do respeito mútuo entre todos colaboradores da UVS, entre pares, líderes e liderados, população e familiares. A Importância de saber respeitar e ser respeitado, de humanizar as relações e conseguir aplicar isso em sua rotina juntamente com os seus parceiros de trabalho.

Marcelo também reiterou que todos estivessem sempre com seus gibis do Código de Conduta, destacou sobre os canais de integridade e as boas práticas do nosso PISS – Programa de Integridade SOTERO, para que todos tenham ciência de como seguir sua rotina de trabalho de forma integra e com segurança.

É fundamental a proximidade das lideranças da UVS junto aos colaboradores operacionais, afinal o propósito deve ser comum a todos, buscando sempre o pleno alinhamento junto aos nossos princípios e nossos inegociáveis valores, conclui Marcelo Azevedo.



61 visualizações0 comentário