Buscar
  • Rede + Comunicação

Reunião do PAM (Plano de Auxílio Mútuo) mobiliza empresas da região na UVS Essencis Betim

Na última quinta-feira, dia 25/01, representantes do PAM (Plano de Auxílio Mútuo - Betim e Ibirité) se reuniram nas instalações da Essencis MG Soluções Ambientais para mais uma reunião do grupo.

O PAM é uma organização que visa à cooperação entre as empresas e órgãos públicos na atuação em situações de emergência. O grupo tem procurado desenvolver suas competências no que se refere ao controle de acidentes, através de reuniões, seminários, palestras e realização de exercícios simulados envolvendo as entidades de interesse nesse contexto.

Estiveram presentes nessa reunião representantes da Regap Petrobrás, BR Distribuidora, Corpo de Bombeiros, Ecovital, FCA Fiat Chrysler Automobiles, Liquigás, Ipiranga, Supergasbrás, Vale Logística, Defesas Civis dos Municípios de Betim e Contagem, Secretaria Estadual de Saúde, além de vários colaboradores da Essencis, entre Brigadistas, membros da CIPA, áreas técnicas e lideranças. Samara Vital, Supervisora da área de Qualidade, Segurança e Meio Ambiente da UVS Essencis Betim, abriu a reunião e deu as boas vindas aos presentes. Ela destacou o desafio que é mobilizar para participar ativamente do PAM, porque a união do grupo traz resultados para todos.

Sílvio Cesar Costa Júnior, Diretor Executivo da Essencis MG, destacou que a empresa está buscando reforçar ainda mais sua atuação na área de sustentabilidade e responsabilidade social, destacando a recente certificação da empresa na ISO 26.000. Geraldo Rodrigues, Técnico de Segurança da Refinaria Gabriel Passos (Petrobrás), apresentou uma retrospectiva de incidentes ocorridos em 2017. Ele mostrou desde eventos como o ataque do vírus “wanna cry”, que parou sistemas de várias empresas até servidores de importantes órgãos públicos no país, até o acidente ocorrido na Gerdau no segundo semestre, com cinco vítimas fatais. “Precisamos tirar as lições de cada um desses eventos, para melhorar sempre a nossa gestão de risco”, ressaltou o Técnico. “Vamos discutir os nossos planos de emergência, treinar as pessoas, porque na ocorrência de um incidente a situação será mais facilmente controlada”, finalizou Rodrigues.

A reunião contou ainda com uma palestra da química Carolina Braccini Freire, do CDTN - Centro de Desenvolvimento da Tecnologia Nuclear, sobre rejeitos radioativos. A apresentação trouxe informações sobre como as empresas devem tratar esse tipo de rejeito, e todo o suporte que é oferecido pelo CDTN para a correta destinação do mesmo.






3 visualizações